Planeta Sustentável

sábado, 8 de junho de 2013

Questões sobre Renascimento para o 7o Ano



  • Questão 1
    (Uneb-BA)
    Leia atentamente os relatos a seguir:
    "O pintor que trabalha rotineira e apressadamente, sem compreender as coisas, é como o espelho que absorve tudo o que encontra diante de si, sem tomar conhecimento".
    “Experiência, mãe de toda a certeza”
    “Só o pintor universal tem valor”
    São trechos de Leonardo da Vinci, personagem destacada do Renascimento. Neles, o autor exalta compreensão, experiência, universalismo, valores que marcaram o:
    a) Teocentrismo, como princípio básico do pensamento moderno.
    b) Epicurismo, em alusão aos princípios dominantes na Idade Média.
    c) Humanismo, como postura ideológica que configurou a transição para a Idade Moderna.
    d) Confucionismo, por sua marcada oposição ao conjunto dos conhecimentos orientais.
    e) Escolasticismo, dado que admitia a fé como única fonte de conhecimento. 
     

  • Questão 2
    (UEL)
    O Renascimento, amplo movimento artístico, literário e científico, expandiu-se da Península Itálica por quase toda a Europa, provocando transformações na sociedade. Sobre o tema, é correto afirmar que:
    a) o racionalismo renascentista reforçou o princípio da autoridade da ciência teológica e da tradição medieval.
    b) houve o resgate, pelos intelectuais renascentistas, dos ideais medievais ligados aos dogmas do catolicismo, sobretudo da concepção teocêntrica de mundo.
    c) nesse período, reafirmou-se a ideia de homem cidadão, que terminou por enfraquecer os sentimentos de identidade nacional e cultural, os quais contribuíram para o fim das monarquias absolutas.
    d) o humanismo pregou a determinação das ações humanas pelo divino e negou que o homem tivesse a capacidade de agir sobre o mundo, transformando-o de acordo com sua vontade e interesse.
    e) os estudiosos do período buscaram apoio no método experimental e na reflexão racional, valorizando a natureza e o ser humano.
     
     

  • Questão 3
    (Enem)
    (...) Depois de longas investigações, convenci-me por fim de que o Sol é uma estrela fixa rodeada de planetas que giram em volta dela e de que ela é o centro e a chama. Que, além dos planetas principais, há outros de segunda ordem que circulam primeiro como satélites em redor dos planetas principais e com estes em redor do Sol. (...) Não duvido de que os matemáticos sejam da minha opinião, se quiserem dar-se ao trabalho de tomar conhecimento, não superficialmente, mas duma maneira aprofundada, das demonstrações que darei nesta obra. Se alguns homens ligeiros e ignorantes quiserem cometer contra mim o abuso de invocar alguns passos da Escritura (sagrada), a que torçam o sentido, desprezarei os seus ataques: as verdades matemáticas não devem ser julgadas senão por matemáticos. (COPÉRNICO, N. De Revolutionibus orbium caelestium)
    Aqueles que se entregam à prática sem ciência são como o navegador que embarca em um navio sem leme nem bússola. Sempre a prática deve fundamentar-se em boa teoria. Antes de fazer de um caso uma regra geral, experimente-o duas ou três vezes e verifique se as experiências produzem os mesmos efeitos. Nenhuma investigação humana pode se considerar verdadeira ciência se não passa por demonstrações matemáticas. (VINCI, Leonardo da. Carnets)
    O aspecto a ser ressaltado em ambos os textos para exemplificar o racionalismo moderno é
    a) a fé como guia das descobertas.
    b) o senso crítico para se chegar a Deus.
    c) a limitação da ciência pelos princípios bíblicos.
    d) a importância da experiência e da observação.
    e) o princípio da autoridade e da tradição.
     
     

  • Questão 4
    (PUC-MG)
    O Renascimento, enquanto fenômeno cultural observado na Europa Ocidental no início da Idade Moderna, encontra-se inserido no processo de transição do feudalismo para o capitalismo, expressando o pensamento e a visão de mundos próprios de uma sociedade mercantil e, portanto, mais aberta e dinâmica.  Manifestando-se principalmente através das artes e da filosofia, o movimento renascentista tinha como eixo
    a) a sabedoria popular e o domínio da maioria, como mecanismo de combate ao poder aristocrático e de oposição aos novos segmentos sociais em ascensão.
    b) a oposição a todas as religiões organizadas, pois os princípios religiosos impediam a liberdade de opinião e tornavam o homem alienado. A igualdade jurídica de todos os indivíduos, suprimindo-se os privilégios de classe e equiparando os direitos e obrigações dos cidadãos.
    c) a liberdade de trabalho inerente a qualquer pessoa, como instrumento capaz de possibilitar a criação e o crescimento do ser humano, sendo necessário abolir as corporações de ofício.
    d) a valorização do homem por sua razão e por suas criações, difundindo a confiança nas potencialidades humanas e superando o misticismo dominante no período medieval.
    e) o Racionalismo e o Geocentrismo (convicção de que tudo pode ser explicado pela razão e pela ciência; concepção de que a Terra é o centro do universo).
     
     

  • Questão 5
    Leia este trecho, em que se faz referência à construção do mundo moderno:
    “... os modernos são os primeiros a demonstrar que o conhecimento verdadeiro só pode nascer do trabalho interior realizado pela razão, graças a seu próprio esforço, sem aceitar dogmas religiosos, preconceitos sociais, censuras políticas e os dados imediatos fornecidos pelos sentidos”. (CHAUÍ, Marilena. "Primeira filosofia". 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 80.)
    A leitura do trecho nos permite identificar características do Renascimento. Assinale a afirmativa que contém essas características.
    a) nova postura com relação ao conhecimento, a qual transforma o modo de entendimento do mundo e do próprio homem.
    b) ruptura com as concepções antropocêntricas, a qual modifica as relações hierárquicas senhoriais.
    c) ruptura com o mundo antigo, a qual caracteriza um distanciamento do homem face aos diversos movimentos religiosos.
    d) adaptações do pensamento contemplativo, as quais reafirmam a primazia do conhecimento da natureza em relação ao homem.
     


Respostas


  • Resposta Questão 1
    a) FALSA. O teocentrismo é elemento fundamental do pensamento medieval.
    b) FALSA. Esta noção remete ao pensamento filosófico da Antiguidade.
    c) VERDADEIRA. O humanismo é um dos princípios norteadores que legitimam uma nova forma de conhecimento de si e do mundo.
    d) FALSA. Os humanistas da era renascentista foram visivelmente influenciados pelos valores da Antiguidade Ocidental.
    e) FALSA. A escolástica é típica do período medieval.

  • Resposta Questão 2
    a) FALSA. A autoridade medieval foi justamente questionada por meio do racionalismo.
    b) FALSA. Na verdade, os renascentistas privilegiavam a quebra para com vários dos princípios que ordenavam a obtenção de conhecimento na Idade Média.
    c) FALSA. O fim das monarquias absolutas está relacionado ao período histórico posterior. No caso, devemos frisar que as ideias do item se relacionam com o pensamento iluminista e a doutrina liberal.
    d) FALSA. A afirmação determina uma explicação contrária aos valores do humanismo.
    e) VERDADEIRA. O experimento era umas das premissas fundamentais que lançavam o homem ao conhecimento do mundo. Dessa forma, razão e o conhecimento das coisas se mostram intimamente vinculadas a esse processo.
     

  • Resposta Questão 3
    a) FALSA. Grifando os últimos dizeres de Copérnico (“Se alguns homens ligeiros e ignorantes quiserem cometer contra mim o abuso de invocar alguns passos da Escritura (sagrada), a que torçam o sentido, desprezarei os seus ataques...”), podemos ver que a fé não é posta como elemento seguro à descoberta das verdades.
    b) FALSA. A utilização do senso crítico não esteve ligada ao conhecimento do divino em nenhuma das falas oferecidas pela coletânea.
    c) FALSA. Os textos apartam a interferência da esfera religiosa na obtenção do conhecimento.
    d) VERDADEIRA.  O experimento e a observação são colocados aqui como elementos indispensáveis para que um argumento tenha base de sustentação lógica. Nesse aspecto, tanto Copérnico como Da Vinci, privilegiam o uso de tais elementos.
    e) FALSA. Fora do experimento e da argumentação lógica, os renascentistas não reconheciam as noções advindas das autoridades e tradições.

  • Resposta Questão 4
    a) FALSA. Os renascentistas não combatiam a aristocracia, tendo em vista que muitos de seus representantes chegavam a atuar como patrocinadores de suas obras e pesquisas.
    b) FALSA. Apesar de racionalistas, os homens da renascença não empreendiam um movimento de oposição às religiões. Na verdade, muitos renascentistas eram cristãos fervorosos.
    c) FALSA. A oposição às corporações de oficio nunca figurou entre as preocupações do movimento renascentista.
    d) VERDADEIRA. A valorização do homem foi uma das bases fundamentais que definiram o desenvolvimento dos princípios renascentistas.
    e) FALSA. O geocentrismo é uma crença difundida por alguns clérigos do período medieval.  

  • Resposta Questão 5
    a) VERDADEIRA. A busca por novos pressupostos de desnudamento do mundo faz com que a produção de conhecimento atinja novos âmbitos que não se mostravam tão aparentes ao longo da Idade Média.
    b) FALSA. A renascença prestigia as concepções antropocêntricas, como uma forma de se questionar as justificativas religiosas ordenadoras da hegemonia senhorial.
    c) FALSA. O mundo antigo é uma das mais significativas fontes de inspiração do Renascimento. Sob tal aspecto, muitos dos integrantes desse movimento acreditavam estar retomando o legado que fora deixado pelas antigas culturas grega e romana.
    d) FALSA. O pensamento contemplativo se encontra fora do universo de características renascentistas. O contato e a investigação do mundo foram os dois grandes princípios que afastaram os renascentistas da mera contemplação do espaço, para a investigação do mesmo.
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário